quinta-feira, 17 de abril de 2014

Pequenas vitórias do dia a dia

Estou firme há alguns dias e muito feliz por isso. Parece bobo mas percebi que tive tantas vitórias em 24 horas!

  • Consegui resistir aos cupcakes no café da tarde e comi maçã desidratada
  • Mudei um hábito noturno que me deixava estressada e é claro, descontava na comida (Deu certo!)
  • Jantei bonitinho, o mesmo que meu marido só que incluí salada e comi pouca quantidade.
  • Resisti ao pão francês fresquinho com manteiga que rolou aqui pela manhã (Isso nunca acontece, parece piada!)
  • Almocei salada, proteína e 1 rodelinha de batata (a batata é a perdição do meu almoço, como frita, cozida, assada, salada... e quero diminuir)
  • Resisti mais uma vez aos cupcakes da tarde e comi 1 barrinha.
Olha só quantas provas em 24 horas e confesso que  eu cairia em todas elas. Mas, estou firme no propósito de ME AMAR  e emagrecer é pra mim o primeiro passo. Cuidar de mim, da minha saúde.

Não está sendo fácil sair da zona de conforto. Ver os olhares das pessoas estranhando novas atitudes, ouvir criticas e não me abalar. Mas estou me sentindo muito bem com isso. Essas mudanças já são necessárias há muito tempo e venho empurrando com a barriga (que por sinal só cresceu) faz um tempão. Sentia que estava "fazendo dieta" mas não estava nada. Tudo era motivo pra exagero. Não quero mais me sentir mal na minha pele, quero gostar de mim.

Bom, falando em alimentação comprei a Air Fryer da Mondial e simplesmente AMEI!!! Os alimentos ficam deliciosos, ela é pratica de usar e limpar. Super recomendo!!!

terça-feira, 15 de abril de 2014

As influências

Diáriamente passo por situações que são um verdadeiro treino de paciência (como a maioria de nós). No geral consigo manter a calma. Mas percebi que apesar de calma sou muito influenciável. Quando convivemos com pessoas negativas, com baixa auto-estima, "a vítima do mundo" , pessoas como eu muitas vezes se deixam levar e mudam (pra pior!). Percebi que estava entrando nessa cilada e reclamando de tudo o tempo todo. Estejam atentos! A vida é muito curta pra só focar no problema. Veja a beleza de cada dia, cada novo amanhecer trás a chance de mudar e melhorar sempre.

Engraçado foi que percebi isso analisando a minha atitude com a alimentação. Mudei por influência sim, mas não é culpa da outra pessoa. Eu é que não soube me manter "na minha" e ainda não está facil me achar. E ainda quando me acho escuto: nossa, vai engasgar! - só pq não peguei o montão que estava pegando. Dói escutar isso mas dói mais me olhar no espelho e não gostar. Mas estou forte e vou conseguir.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Reconhecer as emoções

Adorei o que a Pete Camargo disse em um vídeo que assisti hoje:

"Sinta as emoções. Se está feliz, dê risada. Se está triste, chore. Se está com fome, coma. 
E não se está feliz, come. Se está triste, come. Se está com fome, come.
Aprenda a reconhecer as suas emoções."

Eu ainda não sei reconhecer as minhas.

Essa semana encontrei por acaso uma pessoa que não me via há alguns anos e com uns 15 quilos a menos. Ela não me falou nada mas, sabe quando a gente percebe no olhar, o susto, a reprovação. É tão triste ficar com essa sensação de que o tempo passou e você só piorou. E eu estava bem, me sentindo bem e feliz mas, influenciável que sou, deixei a tristeza me pegar. E eu, como disse a Pete, comi a tristeza... E acordei mais triste ainda no dia seguinte. O caminho ainda é longo, muitas tristezas ainda vão aparecer e eu é que terei que aprender a lidar com elas, chorar a tristeza e não comer. Tem muito trabalho pela frente pra mudar esse pensamento de gorda!

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Foco!

O peso esta baixando, devagar e sempre. Chega de pressa, se tivesse assumido desde o começo levar um dia de cada vez ja estaria seca!
Fim de semana foi churrasco em casa no sábado e no domingo, hoje estou bem inchada mas nada que a boca fechada na resolva.

Comprei esse vestido na hora do almoço, experimentei mais ou menos e quando fui usar não fechou. Até fui com ele na loja p/ trocar mas não encontrei nada do meu gosto. Desisti de trocar. Vou entrar nele. É tamanho 44, vai ter que servir!

Agora chega de comprar coisas! Já tenho roupa suficiente em casa. Preciso é emagrecer e não comprar roupas maiores!

Boa semana!! Bjs

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Xô estresse!

Eu nunca fui a mais organizada das criaturas mas, de uns anos pra cá a coisa ficou crítica. Todo o tempo eu tenho a sensação de estar atrasada, de que o dia não rende, sempre com pressa, na correria, fazendo uma coisa e pensando em outra. Não é normal isso. A ansiedade que essa situação me causa faz mal. Então, já faz um tempo que tenho lido muito sobre organização (geral, casa, horários, trabalho...) e estou aos poucos criando uma "rotina" que me facilite o dia a dia. Por exemplo: eu chegava no trabalho sempre em cima da hora ou uns minutos atrasada. É péssimo! Qualquer farol fechado era motivo de uma crise de ansiedade, cheguei a chorar no trânsito porque não consegui sair de trás de um ônibus antes de ele parar no ponto! :(
Resolvi isso saindo bem mais cedo de casa, evito o pico do trânsito, chego em média 30 minutos antes do meu horário no trabalho e uso esse tempo para maquiagem, leitura. Acabou o estresse matinal!

Outra coisa que estou fazendo: comprei uma agenda e todos os dias vou listando as tarefas, TODAS! Tipo "separar a roupa para amanhã" por exemplo. Parece bobagem mas eu ficava o dia todo no trabalho pensando no que iria fazer quando chegasse em casa e  quando chegava, sentava não fazia nada daquilo e as tarefas iam se acumulando porque eu nunca fazia. Com a agenda eu chego em casa e olho o que preciso fazer e já faço, antes de mais nada, antes de trocar de roupa e relaxar. Isso tem melhorado 90% do meu tempo e está aos poucos acabando com a ansiedade e estresse que eu estava por "falta de memória".

Alguém tem alguma dica legal para organização? Conta aí!

quarta-feira, 2 de abril de 2014

E no retorno ao trabalho todos acharam que emagreci! Imagine se não fiquei feliz demais?
Sim, emagreci um pouquinho. Estou determinada a me alimentar direito.

Percebi que estava agindo tão errado. Desde que me casei mudei muito a minha alimentação. Meu marido é "bom de garfo" e eu estava acompanhando isso. Por exemplo, se abrimos um tablete de chocolate eu comia na hora a minha metade porque de deixar para depois não sobra, então eu abusava mesmo sem aquela vontade para não deixar a minha metade. Perceberam o erro né? Outra coisa é o abuso na comida mesmo, os dois pegamos a comida e sobrou um pouquinho, lá ia eu pegar porque é chato guardar um pouquinho só então jogava na barriga. Estou parando com esses péssimos hábitos e tem dado certo.Não posso culpar meu marido porque sou eu que coloco comida na minha boca. Errei em deixar a presença e hábitos de outra pessoa influenciarem tanto em mim. Nesse processo estou percebendo que o emagrecimento será consequência desse reencontro comigo, com o que sou, o que gosto, o que quero. Me perdi de mim faz muito tempo, me sinto muitas vezes sem rumo, sem reconhecer essa pessoa aqui, tanto fisicamente quanto a personalidade.Quero ser melhor a cada dia e serei, um dia de cada vez!!!


terça-feira, 18 de março de 2014

Sem comentários ...

Desde o dia que chegou minha balança estou "maneirando" na alimentação e caminhando por 1 hora todos os dias. Eis que hoje subi na colega balança e engordei! Fiquei furiosa no primeiro momento mas depois me lembrei que já passei por isso alguns anos atrás e o problema era exatamente na alimentação errada, e assim descobri a dieta das calorias. Puxei minha tabela de calorias e fiz as contas até a hora do almoço e eu já havia consumido as calorias do dia todo até aquela hora. Achei o problema. Agora é contar as calorias direitinho e ver se abaixo esses números.