sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Voltei

A cabeça anda mais leve, o corpo mais pesado. Em busca do equilibrio andei me perdendo por aí, me perdendo de mim.

Não me achei ainda, mas achei a plaquinha que indica o caminho. Deixei as dúvidas, a culpa, o remorso, tudo para trás.

Agora só quero alegria, sorriso fácil, vento no rosto, água fresca, muito abraço, dinheiro na mão, disposição, amigos queridos, amor.

A vida é o que fazemos dela e eu quero que ela seja linda!!!!

sábado, 17 de maio de 2014

Vigilantes do peso

Já estava pesquisando o método do Vigilantes do Peso há um bom tempo e na última semana fui assistir a uma reunião. Comprovou que o método deles é exatamente como eu acho que tem que ser: alimentação natural, saudável, emagrecer comendo de tudo! Fiz minha inscrição no mesmo dia e em poucos dias já eliminei um pouco de peso e comendo bem, aliás, comendo mais do que eu comia antes. Estou super animada.

No fundo eu já conheço tudo isso, o que devemos comer e o que devemos evitar e deixar para "eventualidades" mas acho estou precisando mais é do apoio psicológico do que de uma fórmula de emagrecimento. E estar entre várias pessoas com o mesmo objetivo, falando a mesma língua, se ajudando e sendo ajudado, acho que vai fazer muita diferença. Marido não gostou muito não. Acha que vou jogar dinheiro fora porque faz tempo que reclamo que preciso emagrecer e nada muda. Não posso culpa-lo. Acho que todos que convivem comigo e até aqui no blog já cansaram de ver RECOMEÇOS. Mas dessa vez estou muito confiante e sentindo uma motivação que há tempos não sentia! Sabe aquele botãozinho que dá um pique que a gente não sabe de onde vem, mas vem? É isso que estou sentindo! Vou contando aqui os resultados!!! Beijooooo

quinta-feira, 8 de maio de 2014

O que é alimentação saudável?

 Retomei a minha dieta das calorias que já deu certo uma vez e acho que está funcionando agora. São 1200 calorias por dia certo? Certo! Estou fazendo do mesmo jeito que já funcionou PRA MIM. E conversando com uma amiga que iniciou a dieta dos pontos agora ela comentou que faço errado pois "guardo" as calorias para comer a noite, na pior hora. Isso me fez pensar em como todos estão ficando condicionados a fazer a "dieta que todo mundo faz". Sei que não é a melhor opção mas pra mim chegar em casa e comer um filé de frango com alface não dá! O meu pico de ansiedade é a noite, quando chego em casa. Se não puder comer um belisquinho fico louca, rs. E entre furar a dieta e guardar minhas calorias, fico com a segunda opção. Sem contar que como de tudo tá. E acreditem, é natural eliminar muitas coisas com o tempo. Por exemplo: no começo da dieta o meu lanche era 1 bolacha recheada. Aos poucos vi que é muita caloria pra pouca coisa e passei a comer 2 ou 3 rosquinhas sem recheio e hoje até topo uma fruta. A mudança vem aos poucos.

Estamos em uma fase de excesso de informação que se não for bem utilizada as pessoas vão enlouquecer. Não aceito a mudança radical da alimentação. Porque só é alimentação saudável se você só comer batata doce e ovo? Ou cortar carboidrato? Ou cortar glúten? É obrigatório hoje em dia comer linhaça, farelo de aveia e goji berry? É a morte comer um pãozinho francês numa manhã de domingo! Gente, sem neura por favor! Tem muita gente enriquecendo às custas das pessoas que estão desesperadas pra emagrecer e compram todo o tipo de alimento e até remédios esperando o milagre. Acorda! Tudo isso ajuda e funciona mas se a gente não aprender a comer direito, não tem milagre!

Olhem suas fotos de família de 30 / 40 / 50 anos atrás. Pouca gente gorda né? Alimentação saudável, natural. Arroz, feijão e bife. Suco de laranja natural. Pra mim essa é a alimentação saudável. É sentar na mesa e comer o que todos estão comendo (só não pode ser de balde nem de penca, rs). É poder ir a uma pizzaria com a família e saborear a sua fatia de pizza. Sem culpa. Come menos pão amanhã e tá tudo certo. Equilíbrio!

E outra, cada organismo é de um jeito. Cada pessoa gosta de um tipo de alimento. Acho que temos que fazer o que funciona pra gente. Conheço de perto gente que passa dias com batata doce e ovo, mas treina pesado, tem um período certo, tem um objetivo. Vai eu fazer a mesma coisa se passo o dia todo sentada na frente do computador e não caminho nem até o fim da rua... não dá!

Estou reaprendendo a comer, sem neura!
E vocês, o que acham?

terça-feira, 22 de abril de 2014

CADA ESCOLHA É UMA RENÚNCIA!

Pós feriado é dia de dieta e reflexão.
Mudanças são bem vindas afinal, não dá para plantar Pepino e esperar colher Alface!
E é isso que tenho feito.

Alguém mais passa por esse medo de mudar? Me acostumo com os velhos hábitos e mesmo não estando feliz eu continuo agindo igual! Não sei se é o comodismo, medo de mudança, medo de enfrentar as pessoas e as cobranças. Sei o caminho das pedras mas insisto em pegar outro caminho. Planejando mudanças, mas vou primeiro colocar em prática e depois eu explico melhor!

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Pequenas vitórias do dia a dia

Estou firme há alguns dias e muito feliz por isso. Parece bobo mas percebi que tive tantas vitórias em 24 horas!

  • Consegui resistir aos cupcakes no café da tarde e comi maçã desidratada
  • Mudei um hábito noturno que me deixava estressada e é claro, descontava na comida (Deu certo!)
  • Jantei bonitinho, o mesmo que meu marido só que incluí salada e comi pouca quantidade.
  • Resisti ao pão francês fresquinho com manteiga que rolou aqui pela manhã (Isso nunca acontece, parece piada!)
  • Almocei salada, proteína e 1 rodelinha de batata (a batata é a perdição do meu almoço, como frita, cozida, assada, salada... e quero diminuir)
  • Resisti mais uma vez aos cupcakes da tarde e comi 1 barrinha.
Olha só quantas provas em 24 horas e confesso que  eu cairia em todas elas. Mas, estou firme no propósito de ME AMAR  e emagrecer é pra mim o primeiro passo. Cuidar de mim, da minha saúde.

Não está sendo fácil sair da zona de conforto. Ver os olhares das pessoas estranhando novas atitudes, ouvir criticas e não me abalar. Mas estou me sentindo muito bem com isso. Essas mudanças já são necessárias há muito tempo e venho empurrando com a barriga (que por sinal só cresceu) faz um tempão. Sentia que estava "fazendo dieta" mas não estava nada. Tudo era motivo pra exagero. Não quero mais me sentir mal na minha pele, quero gostar de mim.

Bom, falando em alimentação comprei a Air Fryer da Mondial e simplesmente AMEI!!! Os alimentos ficam deliciosos, ela é pratica de usar e limpar. Super recomendo!!!

terça-feira, 15 de abril de 2014

As influências

Diáriamente passo por situações que são um verdadeiro treino de paciência (como a maioria de nós). No geral consigo manter a calma. Mas percebi que apesar de calma sou muito influenciável. Quando convivemos com pessoas negativas, com baixa auto-estima, "a vítima do mundo" , pessoas como eu muitas vezes se deixam levar e mudam (pra pior!). Percebi que estava entrando nessa cilada e reclamando de tudo o tempo todo. Estejam atentos! A vida é muito curta pra só focar no problema. Veja a beleza de cada dia, cada novo amanhecer trás a chance de mudar e melhorar sempre.

Engraçado foi que percebi isso analisando a minha atitude com a alimentação. Mudei por influência sim, mas não é culpa da outra pessoa. Eu é que não soube me manter "na minha" e ainda não está facil me achar. E ainda quando me acho escuto: nossa, vai engasgar! - só pq não peguei o montão que estava pegando. Dói escutar isso mas dói mais me olhar no espelho e não gostar. Mas estou forte e vou conseguir.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Reconhecer as emoções

Adorei o que a Pete Camargo disse em um vídeo que assisti hoje:

"Sinta as emoções. Se está feliz, dê risada. Se está triste, chore. Se está com fome, coma. 
E não se está feliz, come. Se está triste, come. Se está com fome, come.
Aprenda a reconhecer as suas emoções."

Eu ainda não sei reconhecer as minhas.

Essa semana encontrei por acaso uma pessoa que não me via há alguns anos e com uns 15 quilos a menos. Ela não me falou nada mas, sabe quando a gente percebe no olhar, o susto, a reprovação. É tão triste ficar com essa sensação de que o tempo passou e você só piorou. E eu estava bem, me sentindo bem e feliz mas, influenciável que sou, deixei a tristeza me pegar. E eu, como disse a Pete, comi a tristeza... E acordei mais triste ainda no dia seguinte. O caminho ainda é longo, muitas tristezas ainda vão aparecer e eu é que terei que aprender a lidar com elas, chorar a tristeza e não comer. Tem muito trabalho pela frente pra mudar esse pensamento de gorda!